Maçonaria, maçons e integralistas: embates políticos em Pernambuco (1930-1937)

Augusto César Acioly

Resumo


O presente artigo tem como preocupação central, discutir o processo de estruturação do movimento maçônico e, os embates entre a Maçonaria, maçons e integralistas na Era Vargas em Pernambuco. Procuramos também, como lócus para pensar tais embates, pensar a cidade de Arcoverde, sertão pernambucano, tendo como foco central, pensar a sua organização, quais os ideais defendidos pela maçonaria arcoverdense, procurando observar nas décadas de 1930 e 1940 as relações entre o que era defendido, pelos maçons locais e suas conexões com a discussão que ocorria em outras partes do Brasil. Outro aspecto, que se encontra no interior das nossas preocupações é o de compreender os embates que foram travados entre a Maçonaria e o Integralismo e, quais as repercussões à nível local e geral destes confrontos.

 

PALAVRAS-CHAVES: Maçonaria, maçons, embates políticos, Pernambuco e Arcoverde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22228/rt-f.v13i1.978

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista T&F está indexada nos seguintes serviços: Portal de Periódico da CAPES, EBSCO, BASE, Sumário de Revistas Brasileiras; Latindex, LivRe!, Google Acadêmico, Dialnet, DOAJ.

Periódico avaliado como B1 no WebQualis 2015 da CAPES na área de História; B2 nas áreas de Letras/Linguística, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Ambientais.

ISSN 1984-9036

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.