Conflitos agrários ás margens do Caminho Novo: sesmarias, posse, usufruto e mercado de terra (Juiz de Fora oitocentista)

Elione Silva Guimarães, Ana Paula Dutra Bôscaro

Resumo


Discutimos as práticas cotidianas de ocupação e uso da terra (sesmarias, posses, usufruto e compra e venda) às margens do Caminho Novo (Zona da Mata mineira). O rápido processo de ocupação do território deu origem a embates políticos, econômicos, sociais e, principalmente, relacionados à propriedade, ocupação e demarcação da terra. Ao realizar o estudo de casos concretos, buscamos enriquecer as interpretações sobre os processos de ocupação da terra e dos conflitos agrários, desnudando a complexidade do vivido e a multiplicidade das atividades humanas. 

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22228/rt-f.v13i1.846

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista T&F está indexada nos seguintes serviços: Portal de Periódico da CAPES, EBSCO, BASE, Sumário de Revistas Brasileiras; Latindex, LivRe!, Google Acadêmico, Dialnet, DOAJ.

Periódico avaliado como B1 no WebQualis 2015 da CAPES na área de História; B2 nas áreas de Letras/Linguística, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Ambientais.

ISSN 1984-9036

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.