Relatos, olhares e trajetórias nos estudos fronteiriços: análise da mobilidade populacional na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Tereza Cristina Cardoso de Souza Higa

Resumo


A área fronteiriça de Mato Grosso - Brasil e da Bolívia é caracterizada por apresentar acentuadas diferenças no processo de uso da terra e ritmos de ocupação, evidenciando a distância econômica e de políticas de Estado adotadas pelos dois países vizinhos. Assim, no lado brasileiro, o vigor da economia nacional e as especificidades políticas administrativas, têm provocado um forte dinamismo nos diferentes setores produtivos. No território boliviano, as constantes dificuldades vividas no campo econômico e político administrativo, têm mantido quase sem alteração a faixa de fronteira, que é caracterizada por inúmeras dificuldades econômicas. Diante destas dificuldades, tem sido observado um gradativo aumento do fluxo migratório na fronteira, particularmente da Bolívia em direção a Mato Grosso, propiciado pela busca de oportunidades de trabalho e melhoria das condições de vida.

Palavras-chave: Fronteira; migração; trajetórias de vida.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22228/rt-f.v3i1.626

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista T&F está indexada nos seguintes serviços: Portal de Periódico da CAPES, EBSCO, BASE, Sumário de Revistas Brasileiras; Latindex, LivRe!, Google Acadêmico, Dialnet, DOAJ.

Periódico avaliado como B1 no WebQualis 2015 da CAPES na área de História; B2 nas áreas de Letras/Linguística, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Ambientais.

ISSN 1984-9036

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.