Os Caminhos da Sociabilidade Feudal:a espiritualização das relações de parentesco no Trisan de Béroul (século XII)

Cláudia Regina Bovo

Resumo


O parentesco medieval é ainda hoje um campo recente de pesquisa, mesmo após três décadas da realização do colóquio Famille et parenté dans l’Occident medieval, a partir do qual as abordagens do tema deixaram de privilegiar uma visão demográfico-histórica do parentesco para inseri-lo numa abordagem antropológica. Diante da necessidade de enriquecer e afinar as discussões sobre esse tema, nos propomos a analisar os vínculos de parentesco espiritual como uma das formas de reprodução das relações do poder feudal. Grande parte dos estudos desenvolvidos até agora privilegiaram a documentação latina produzida em ambiente eclesiástico, por isso optamos por trabalhar a perspectiva laica do assunto a partir do Tristan de Béroul.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22228/rt-f.v3i1.54

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista T&F está indexada nos seguintes serviços: Portal de Periódico da CAPES, EBSCO, BASE, Sumário de Revistas Brasileiras; Latindex, LivRe!, Google Acadêmico, Dialnet, DOAJ.

Periódico avaliado como B1 no WebQualis 2015 da CAPES na área de História; B2 nas áreas de Letras/Linguística, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Ambientais.

ISSN 1984-9036

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.