Tratados e construção do saber médico: alguns aspectos dos paratextos nos impressos de medicina luso-brasileiros - Século XVIII

Jean Luiz Neves Abreu

Resumo


Um dos elementos dos livros de medicina publicados até fins do século XVIII são os paratextos, que revelam aspectos importantes da obra e estão relacionados com a legitimação do saber médico. O presente artigo propõe uma leitura de alguns desses paratextos – prefácios e preâmbulos – presentes nas obras publicadas no contexto luso-brasileiro do século XVIII, com o objetivo de identificar os princípios e finalidades que a medicina assumia nesse contexto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22228/rt-f.v6i2.231

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista T&F está indexada nos seguintes serviços: Portal de Periódico da CAPES, EBSCO, BASE, Sumário de Revistas Brasileiras; Latindex, LivRe!, Google Acadêmico, Dialnet, DOAJ.

Periódico avaliado como B1 no WebQualis 2015 da CAPES na área de História; B2 nas áreas de Letras/Linguística, Ciências Sociais Aplicadas e Ciências Ambientais.

ISSN 1984-9036

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.