Início Início Pesquisar Pesquisar Subir Subir
Detalhes do Download

Igreja Presbiteriana de Cuiabá: Tradição, Cultura, Sociedade e Politica (1985-2010)   

SANTOS, Sérgio Ribeiro. Igreja Presbiteriana de Cuiabá: Tradição, Cultura, Sociedade e Política (1985-2010). Tese (Doutorado). Programa de Pós-Graduação em História, Orientador: Prof. Dr. Fernando Tadeu de Miranda Borges. Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2015. Organizada juridicamente em 20 de outubro de 1920, a Igreja Presbiteriana de Cuiabá completa 95 anos neste ano de 2015. Esta igreja protestante, de origem puritana e calvinista, é a instituição religiosa não católica mais antiga no Estado de Mato Grosso. Contudo, a presença protestante em Cuiabá remonta ao final do século XIX. Fundada por missionários de origem norte-americana, essa igreja presenciou todas as grandes transformações do último século, sejam de ordem local, nacional ou global. Fossem elas de natureza política, social, cultural ou econômica. Como toda instituição antiga, principalmente de viés conservador, teve que lidar com os novos tempos, ideias e cenários sociais que se configuravam ao longo de sua existência, principalmente à medida que o fim do século XX se aproximava. Nas duas últimas décadas do século anterior houve a redemocratização do país, a abertura econômica para os mercados internacionais e as consequências da globalização. Houve também os efeitos da pós-modernidade, também definidos pelos teóricos do assunto como modernidade tardia ou modernidade líquida. Costumes e valores, referentes ao campo ético, começavam a ser questionados, principalmente na esfera do comportamento, como a estrutura familiar, questões de gênero, sexualidade, meio ambiente, entre outros. Desenvolveu-se rapidamente a tecnologia, os meios de comunicação e o sistema de transporte, que, por sua vez, deu velocidade à propagação de ideias, sendo muitas delas antagônicas aos valores puritanos e calvinistas. Neste embate, a Igreja Presbiteriana de Cuiabá viveu e vive a tensão entre a necessidade de renovação, porém, sem perder sua tradição protestante histórica, o que a tem levado, inevitavelmente, a momentos de contradição, seja em termos conceituais ou práticos. Neste cenário, tem-se, portanto, como objetivo de pesquisa, compreender como a Igreja Presbiteriana de Cuiabá readequou-se ao novo momento vivido por ela no final do século XX e início do XXI e como ela articulou a sua tradição com esse momento de renovação. Sustentará também a tese de que a globalização e a modernização foram os elementos fundamentais para a renovação da Igreja Presbiteriana de Cuiabá, não, porém, sem o conflito das contradições. Servirá também este estudo local para entender como o protestantismo histórico no Brasil tem lidado com o fenômeno mencionado. A pesquisa, dentro de um referencial predominantemente weberiano, se desenvolve no campo da história das religiões, contudo, dialogando com outros domínios, como a história das ideias, política, social e do cultural. O trabalho é construído principalmente a partir de documentos internos da Igreja Presbiteriana de Cuiabá, como livros de atas, periódicos e registros orais, além da pesquisa bibliográfica e monográfica.

Palavras chaves: Protestantismo, Igreja Presbiteriana, Tradição, Globalização e Modernização.

Dados

Tamanho 2.67 MB

Download