Início Início Pesquisar Pesquisar Subir Subir
Detalhes do Download

CONSTRUÇÕES CULTURAIS NAS PRÁTICAS ALIMENTARES DA FESTANÇA EM VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE – MATO GROSSO   

Os estudos desenvolvidos ao longo desta pesquisa, focalizando o período de 1970 a 2000, se
deram em torno das práticas culturais das cozinheiras, festeiros e festeiras, promesseiros e
promesseiras, e demais pessoas envolvidas com os processos de escolha, preparação,
distribuição e degustação das comidas, bebidas, doces, bolos e biscoitos, durante a Festança,
quando ocorrem anualmente, na segunda quinzena de julho, as homenagens ao Divino
Espírito Santo, para São Benedito, e à Santíssima Trindade. Essas festas, realizadas por
moradores de Vila Bela da Santíssima Trindade-Mato Grosso, cidade localizada no Vale do
rio Guaporé, fronteira com a Bolívia, podem ser focalizadas como um conjunto de práticas
culturais, espaços onde parte da população se coloca como personagem mais importante no
cenário de uma representação do passado, que se atualiza no presente por meio da memória e
experiências vivenciadas nos rituais religiosos, nas práticas alimentares e nas redes afetivas.
Tendo em vista a combinação de regras básicas do fazer historiográfico, que dão
inteligibilidade ao que se quer provar, traçamos os caminhos dessa dissertação por meio de
observações e narrativas orais e escritas, onde múltiplas e diferentes leituras evidenciaram e
permitiram uma reconstrução de experiências, de valores sociais, econômicos e culturais, em
que a Festança pode ser vista como um sinal diacrítico, onde parte da população local se
identifica como “ ser um negro de Vila Bela”.Os diferentes rituais são produções reveladoras
da diversidade, de experiências que se entrelaçam, registros da coexistência de diferentes
grupos étnicos e culturas distintas, num espaço e temporalidade em que ocorrem processos de
trocas, assimilações, adaptações e abandonos de traços culturais. São reapresentações em que
se fazem presentes expressões de sociabilidades; estratégias de poderes das Irmandades; redes
de solidariedade; religiosidade; processos de aprendizagem e de socialização. Como parte da
Festança, as práticas alimentares constituem um patrimônio cultural da população de Vila
Bela, que num processo dinâmico vai renovando e ajustando os saberes e hábitos tradicionais
à modernidade.

Palavras-chave: Vila Bela da Santíssima Trindade- MT; população negra; práticas
alimentares das festas de santos; identidade étnica.

Dados

Tamanho 2.78 MB

Download