Início Início Pesquisar Pesquisar Subir Subir
Detalhes do Download

“NÓS SOMOS JOVENS”: UM PROBLEMA NO PRESENTE E UMA ESPERANÇA DE FUTURO NA CUIABÁDOS ANOS 1950 E 1960   

Duas imagens culturais de juventude despontam no século XX, uma delas destacou-se na década de 1950 e ficou conhecida como “juventude transviada”. a expressão começou a ser utilizada para denominar os jovens da classe média que se envolviam em crimes e transgressões. A outra imagem emergiu na década de 1960, parafraseando a expressão “rebeldes sem causa” poderíamos chamá-la de “rebeldes com causa”, trata-se da figura do jovem enquanto estudante caracterizada pelo ativismo político no movimento estudantil. A presente dissertação teve por objetivo estudar essas duas imagens culturais de juventude que se destacaram na sociedade brasileira nas décadas de 1950 e 1960, tomando como referência a juventude cuiabana. Quem eram e como viviam esses jovens? Em que contexto político e econômico emergiram essas imagens culturais? O que fez esses modelos serem tão fortes? O que significa ser delinqüente nos anos 1950? Quais as reivindicações dos estudantes dos anos 1960? Como a sociedade vê esses jovens? Estas são algumas das questões que permearam todo o trabalho. Quer seja por suas transgressões, quer seja por sua contestação e mobilização política, os jovens, desde então, não saíram mais de cena, protagonizando assim, uma revolução nos costumes e hábitos sem precedentes. Estas são imagens fortes que marcaram o período e fizeram a sociedade refletir sobre as formas de educação existentes, sobre os problemas da juventude e sobre a juventude problema. Para elaboração do trabalho foram utilizadas fontes impressas, fontes orais e fontes iconográficas.

Palavras-chave: juventude, transgressão, estudantes

Dados

Tamanho 1.53 MB

Download