Início Início Pesquisar Pesquisar Subir Subir
Detalhes do Download

A SÍFILIS EM CUIABÁ: saber médico, profilaxia e discurso moral (1870-1890)   

Esta dissertação se insere no campo da história social das doenças e pretende contribuir com a historiografia brasileira sobre as relações entre saúde, doença e sociedade no Brasil do século XIX. Seu objetivo mais geral é compreender de que a forma na Província de Mato Grosso, e em especial em sua capital, Cuiabá, no período 1870-1890, um segmento expressivo da sociedade − os médicos e as autoridades provinciais − lidou com a sífilis, uma doença sexualmente transmissível, que, nos discursos destes segmentos, sobretudo na capital do país, o Rio de Janeiro, se alastrava entre a população, colocando em risco o futuro da nação brasileira. O estudo investiga, especialmente, a incidência da sífilis no quadro sanitário mato-grossense; no modo como as autoridades provinciais dimensionaram a doença neste quadro, e que providências tomaram em relação a ela. Analisa, ainda, de que maneira os médicos que clinicavam em Cuiabá se posicionaram em relação ao diagnóstico, terapêutica e profilaxia da sífilis, e em que medida adotaram, ou não, procedimentos semelhantes aos de seus pares da capital do país. Finalmente, através de um exercício comparativo entre a problemática da sífilis no Rio de Janeiro e em Cuiabá, explora os discursos que relacionaram a doença aos comportamentos sexuais rotulados de desviantes e imorais e propuseram a regulamentação da prostituição como medida profilática de combate à sua expansão. Procura mostrar que o modo como as autoridades médico-sanitárias da Província lidaram com a sífilis, ainda que estivessem sintonizadas com os avanços da medicina em relação a esta doença, apresenta particularidades que, em larga medida, resultam da inserção de Mato Grosso na história nacional, com sua especificidade de província de fronteira, vivendo a difícil conjuntura do pós-guerra contra o Paraguai, e com um quadro sanitário bastante deficiente e marcado por uma violenta epidemia de varíola.

Palavras-chaves: Sífilis, fronteira, sexualidade, prostituição, doença.

Dados

Tamanho 449.59 KB

Download