Início Início Pesquisar Pesquisar Subir Subir
Detalhes do Download

A POLÍTICA DE UM ESQUECIMENTO: A HISTORIA DE JAPAM E AS DISPUTAS PELO PODER E PELA MEMÓRIA DA MISSÃO JESUÍTA NO EXTREMO ORIENTE (1578 -1602)   

Neste trabalho iremos nos voltar para os escritos do padre Luís Fróis, jesuíta que esteve presente no Japão durante o século XVI e escreveu sobre a missão da Companhia de Jesus neste território, entre os anos de 1549 a 1594, em sua maior obra, a Historia de Japam. Trata-se de um relato sobre a presença, os contatos, o cotidiano e a atuação dos padres missionários, assim como também descreve os principais acontecimentos culturais e políticos japoneses. Apesar de ser uma narrativa oficial, rica e extensa, a obra de Fróis foi marginalizada pelos próprios jesuítas e caiu no esquecimento. Nessa pesquisa, problematizaremos o contexto e os principais agentes implicados no destino da Historia de Japam. Nossas análises são pautadas pela hipótese de que o relato de Fróis, caracterizado como uma “narrativa aberta” das práticas de evangelização, tornou-se incompatível com os planos de reestruturação da missão oriental implantados pelo Visitador da Ordem, o padre Alexandre Valignano, na década de 1580. Tal contradição provocou a marginalização do texto composto por Fróis, fenômeno que deve ser entendido como um conflito político e institucional. Ao longo dos cinco volumes da Historia de Japam são relatados episódios em que os padres da Companhia de Jesus, célebres por seu rigor e obediência tridentinos, protagonizam uma expressiva flexibilização da teologia católica envolvendo práticas de bigamia, sodomia, pregações e rituais. O deslocamento das questões doutrinárias para um segundo plano expunha a política de acomodação cultural pretendida por Valignano a riscos inadmissíveis, sobretudo para os superiores europeus. Nossa principal metodologia será a seleção e análise discursiva de diversas passagens da Historia de Japam referentes aos anos de 1549 a 1568. Os trechos serão problematizados em suas implicações retóricas e doutrinárias e, estas por sua vez, confrontadas com o contexto do embate entre Fróis e Valignano. A metodologia será orientada pela utilização dos conceitos de memória, narrativa aberta e classificação simbólica buscados em Walter Benjamin e Pierre Bourdieu.

Palavras-chaves: Historia de Japam; Luís Fróis; Companhia de Jesus; Japão; Século XV.

Dados

Tamanho 1.68 MB

Download